Superbom final

Denise (MT), 19 de setembro de 2019 - 20:48

? ºC Denise - MT

Acontecimentos

19/08/2019 19:42

Bombeiro dando água a tatu e gambá fugindo do fogo com filhotes: imagens que emocionaram e causaram revolta em MT

Duas cenas registradas nos últimos dias em Mato Grosso causaram emoção e críticas nas redes sociais. Em ambas, o fogo (que consumiu imensas áreas em todas as regiões do estado em queimadas criminosas) e animais silvestres (que fogem ou acabam sendo queimados vivos pelo fogo), protagonizaram cenas dignas de comoção e revolta em relação ao número elevado de incêndios florestais registrados.

Na primeira delas, em meio a um incêndio, um filhote de tatu chamou a atenção dos bombeiros ao aceitar beber água direto de um copo plástico. Os bombeiros periciavam uma fazenda atingida pelo fogo, entre os municípios de Nova Mutum e São José do Rio Claro, quando viram filhotes de tatu vindo na direção deles.

A situação ocorreu na sexta-feira, 16.

O capitão Eraldo Moura explicou que os militares faziam a perícia no local quando perceberam a aproximação de dois filhotes de tatu.

Os animais eram um dos poucos sinais de vida em uma área de 766 hectares que foi devastada por um incêndio no dia 18 de julho.

Um dos filhotes aceitou beber água. O outro não ‘aceitou’ o convite.

Em um primeiro momento, o tatu, ainda com as quatro patas no chão, tentou beber água.

O bombeiro que aparece na foto, sargento Pedro Ribas Alves, ajudou o animal e o segurou para que o filhote pudesse ficar em pé e tomasse água.

“Essa área foi devastada. Um fio de cabo de alta-tensão caiu no pasto e pegou fogo em toda a área. Agora, o gado está sem pasto e é alimentado por ração”, explicou o capitão.

A cena, para o bombeiro, demonstrou um sinal de sensibilidade por parte dos militares. Eles já tinham assistido vídeos de tatus bebendo água oferecida pelos humanos.

“Não fizemos isso para aparecer, foi uma questão de humanidade”, resumiu o militar.

Os bombeiros se ‘despediram’ e, quando iam embora, viram que outros filhotes de tatu também estavam perto do local onde os primeiros apareceram.

“A forma do tatu se esconder é se enfiar na terra. Dependendo do incêndio, ele acaba morrendo. Encontramos pássaros queimados e outros animais que não conseguiram fugir”, lembrou o capitão.
A equipe fará um laudo que ajudará a identificar as causas do incêndio onde os tatus foram vistos.

Mamãe gambá foge do fogo com filhotes nas costas (Foto: Reprodução)

Na segunda cena, ferida pelo fogo e carregando três filhotes, uma gambá foi vista fugindo de um incêndio na área urbana de Juína, no domingo. A cena foi registrada pelo soldado José Arlei Lacerda, que trabalhava no combate às chamas.

Segundo o militar, a área é atingida por incêndio nessa época do ano, quando o tempo seco e os ventos fortes dificultam os trabalhos dos bombeiros.

Em meio ao trabalho, o bombeiro conseguiu registrar a cena, que, segundo ele, é de cortar o coração.

A gambá estava com as patas queimadas, uma vez que ela havia acabado de sair da direção do fogo. Além das patas, as falhas na pelagem do animal indicam que ele teve queimaduras pelo corpo.

Após registrar a cena, o bombeiro conta que molhou os animais para resfriar o calor e ajudá-los a seguir o caminho.
“Depois da ajuda, vi que eles já estavam longe da linha do fogo e que estavam em segurança”, completou.

Durante o combate, além da gambá e os filhotes, ovos de quero-quero e filhotes de coruja foram encontrados queimados.

 G1 Mato Grosso


Fb img 1544175875577Img 20190104 wa001820190116 100549Superbom estatico
Superbom final

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo