Denise (MT), 09 de março de 2021 - 06:38

? ºC Denise - MT

Curiosidades

23/02/2021 12:10

O que está faltando para a humanidade é empatia e amor, só isto!

Estava trafegando pela BR364 sentido porto velho. Estava um calor de uns 33graus, com sensação térmica de uns 40graus. Estava muito quente. De longe vi esse senhor, Antônio seu nome, caminhava entre a pista e o mato, pq nesse trecho não havia acostamento. Não parecia trecheiro (andarilho de rodovia). Estava com uma saca de mercado em uma das mãos.
Decidi parar para lhe oferecer uma água, pq estava muito calor. Parei, aguardei ele se aproximar do caminhão e lhe ofereci água, estava geladinha havia acabo de abastecer o corote. Em uma breve conversa enquanto ele matava sua sede, disse que estava indo a uma cidade a 30 km de Ariquemes, ou seja ele está a 70km do seu destino e havia saindo um dia antes e já havia caminhado 25km.
Percebi que falava bem, era apenas um trabalhador indo a algum lugar. Decidi então oferecer carona até Ariquemes, a 40km de onde estávamos . Embarcamos no caminhão, e começamos a conversar.
Estava carregado de batata frita e salgadinho e tinha alguns na cabine. Então ele começou q contar sua caminhada. Disse que havia saindo ontem de sua cidade, e que estava a caminho dessa cidade a 30km de Ariquemes para carpir um terreno, e estava todo feliz pq ganharia r$50 reais. Passava necessidade em casa com seus filhos e não exitou em acertar esse trabalho. Conversava bem, meio sismado , tímido. Mas tivemos uma boa troca.
Ofereci salgadinho a ele, estava desde o dia anterior sem comer e já havia passado mal duas vezes por desidratação e fome. Comeu 5 pacotes grande de salgadinho que dava gosto de ver. Eu tinha 3 entregas a fazer em Ariquemes e precisaria de mão de obra para descarregar! Perguntei a ele, se ele gostaria de me ajudar e lhe pagava por isso. Ele respondeu dizendo que não precisava, que minha carona e a água não tinha preço. Chegamos na cidade, fizemos a entrega, ele me ajudou com muito zelo e foi muito prestativo. Concluiu as entregas, dei 100 reais a ele e comprei sua passagem na rodoviária.
Eu não o ajudei, eu fui ajudado! Vi qto Deus me abençoa. Por muitas vezes recuso trabalho por achar que estou ganhando pouco, e esse homem, iria andar 100km e ter se carpir um terreno para ganhar 50 reais." Jordhan Gama.
Fonte: Noticias de Arenápolis e Região

1335x100

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo