Denise (MT), 28 de fevereiro de 2020 - 02:48

? ºC Denise - MT

Política

14/02/2020 07:09

Presidente do Senado apoia ex-governador Júlio Campos para vaga de senadora cassada

Como parte da estratégia de tentar uma dobradinha inédita no Senado, para dois irmãos dividirem o mesmo espaço representando um único Estado, o senador Jayme Campos (DEM) se reuniu nesta quinta-feira (13) com Davi Alcolumbre, seu correligionário e presidente da Casa. No encontro, o senador do Amapá garantiu ao aliado mato-grossense que seu irmão Júlio Campos é o nome que ele defende para a vaga que era de Selma Arruda (Podemos), cassada por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico nas eleições de 2018.

A eleição suplementar está marcada para o dia 26 de abril deste ano e as articulações dos maiores partidos e seus representantes estão a todo vapor.
Conforme Jayme, o presidente do Senado não deixou dúvidas quanto ao candidato que deve apoiar. “Nosso general em Mato Grosso chama-se Júlio Campos”, afirmou Davi Alcolumbre.

Júlio Campos já foi governador de Mato Grosso, senador, deputado federal e prefeito de Várzea Grande. Agora com a eleição suplementar decidiu colocar seu nome à disposição do partido, cuja convenção para decidir seu representante será realizada no dia 11 de março.

Jayme Campos argumenta que o apoio do presidente do Senado, Davi Alcolumbre à candidatura do irmão sinaliza que a Executiva Nacional do Democratas está unida em torno de uma candidatura própria. “Jayme e Júlio, os irmãos Campos, são homens de primeira linha que sempre estiveram com o partido em todas as circunstâncias, nos bons e nos maus momentos. Nosso apoio a eles é incondicional”, afirmou o presidente do Senado.

Júlio Campos também tem apoio do presidente nacional do Democratas, ACM Neto, que é prefeito de Salvador. Em conversa recente, ficou decidido que o partido trabalharia afinado pela candidatura própria de Júlio Campos, sem perder a possibilidade de coligações nas duas vagas de suplentes existentes.

Controvérsias

Mas vale destacar que o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) também se coloca como pré-candidato para a vaga de senador e garante que tem o apoio do governador Mauro Mendes, ocupante hoje do principal cargo eletivo pelo DEM no Estado. E o governador, por sua vez, ainda não confirmou se pretende apoiar Júlio Campos, de seu próprio partido,  ou seu vice Otaviano Pivetta (PDT), outro pré-candidato ao Senado.

E no mesmo grupo ainda tem o ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD),  que também se coloca como pré-candidato para a vaga de senador. Na semana passada, Leitão, Fávaro e Júlio Campos estiveram em Brasília para conversar com alguns ministros e com os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado.

Na pauta, a postura do presidente Jair Bolsonaro, pois eles vêm fazendo pressão para que Bolsonaro fique neutro da disputa porque vários partidos de sua base aliada estão interessados em lançar candidatos ou se juntar em coligação para disputar a vaga da senadora cassada.


1070x100

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo